INSTITUTO DE BRASILOLOGIA

INSTITUT FÜR BRASILIENKUNDE

- PONTES DE COOPERAÇÃO ENTRE BRASIL E ALEMANHA

O Instituto de Brasilologia (Institut für Brasilienkunde) existe desde 1969 em Mettingen, no Estado da Renânia-Vestfália do Norte, na Alemanha. Está localizado, mais exatamente, entre as cidades de Osnabrück e Ibbenbüren. Foi criado por iniciativa da Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil, e por isso assumido pela Ordem dos Frades Menores, sendo sua atuação e funcionamento orientados segundo o princípio do diálogo entre Igrejas e Continentes.

Nós, frades Menores, como responsáveis por esse Instituto, temos buscado uma metodologia de direção que esteja comprometida com o ideal de São Francisco de promoção da justiça e da paz entre as pessoas e com a natureza. O Instituto mantém estreitos contatos com instituições eclesiais e sociais no Brasil, sobretudo no Nordeste. Daí torna-se evidente a orientação do Instituto de Brasilologia:

 Conscientização e informações sobre problemas sócio-culturais e político-econômicos, bem como assuntos da atualidade no Brasil, incentivando o diálogo já existente entre Brasil e Alemanha.

Entre outras atividades, o Instituto tem sempre promovido espaços de reflexão e debates sobre a realidade sócio-político-econômica e eclesial latino-americana, particularmente no que toca a assuntos referentes ao Brasil, além de cursos de Língua Portuguesa para alemães e outros que desejam manter laços de solidariedade e contato com o Brasil.

Através de suas publicações – o Serviço mensal de Recortes (Ausschnittdienst) e a Revista semestral Brasilien Dialog, tem buscado sempre divulgar a cultura brasileira, como também temas atualmente discutidos no Brasil.

Sintam-se bem-vindos ao nosso Instituto! Navegando pelo nosso Site, vocês poderão conhecer mais sobre a nossa presença e atuação dos nossos confrades neste espaço que é o “território alemão” de nossa Província!

 

 

 

COLÉGIO PROPEDÊUTICO DE METTINGEN

Estudos Superiores na Alemanha

As Universidades e Faculdades da Alemanha são mundialmente conhecidas por seu alto nível científico. Pouco conhecidos são seu sistema aberto e o modo individual de estudar nestas entidades. Fora da taxa de matrícula e do seguro de saúde, o estudo universitário é ainda gratuito.

Brasileiros e outros pretendentes estrangeiros, dotados de capacitação a estudos superiores, comparáveis à conclusão alemã de curso (Abitur / Vestibular), são obrigados, antes do início dos estudos, a submeter-se a uma prova, chamada “Prova de Verificação de Habilidade para Candidatos Estrangeiros ao Acesso a Estudos Superiores na República Federal da Alemanha”.

O estudante brasileiro, que pretende iniciar os estudos nas Universidades da Alemanha, precisa possuir o certificado de conclusão do curso secundário (Terceira Série do Segundo Grau/ENEM). Evidentemente, qualificações mais adiantadas, como vestibular e semestres de estudo, são de maior ajuda.

Admissão (Aufnahme)

No início o candidato deverá submeter-se a um teste básico de idioma alemão. Também é possível a aprovação por parte de um instituto qualificado de línguas. O estudante tem que demonstrar sua capacidade de acompanhar aulas dadas em idioma alemão. Isto significa capacidade de entender um texto lido em voz alta (Hörverständnis) e outro apresentado por escrito (Leseverständnis), bem como uma pequena redação própria sobre um tema determinado (Abfassen eines Textes).

A decisão sobre a admissão ao “Studienkolleg” e sua indicação para o primeiro semestre ou imediatamente para o segundo são da competência do diretor. De preferência, são admitidos os candidatos que, além de conhecimentos básicos de alemão e matérias optadas, mostram engajamento sócio-político e/ou sócio-religioso.

O estudo no “Studienkolleg” dura, via de regra, um ano, ou seja, dois semestres. O ingresso no “Studienkolleg” só pode ocorrer no início de um semestre. Cada semestre só pode ser repetido uma vez. A carga horária no “Studienkolleg” abrange 30 a 32 aulas semanais. Só haverá a admissão ao semestre seguinte, se uma participação ativa e eficiente for garantida.

Os estudantes são obrigados a participar regularmente das aulas e escrever as provas exigidas. Do contrário, correrão o perigo de corte de matrícula. As férias são de 6 semanas no verão (julho-agosto), duas semanas em dezembro/janeiro e 3 semanas na Páscoa, equivalentes ao período de férias do Estado de Renânia do Norte-Vestfália(Nordrhein-Westfalen).

Prova de Verificação (Feststellungsprüfung)

Esta prova final é realizada oficialmente em nosso Colégio Pré-Universitário. Trata-se de um colégio propedêutico que pertence aos chamados “Studienkollegs für ausländische Studierende”. Nestes “Studienkollegs”, os candidatos ao estudo na Alemanha familiarizam-se com métodos de trabalho universitários e aprendem o idioma alemão científico, bem como ampliam seus conhecimentos nas matérias básicas, correspondentes à área de estudo em questão.

A prova de verificação abrange quatro matérias, sendo que o Alemão é matéria obrigatória da prova de verificação para todos os candidatos. 

Despesas (Kosten)

A matrícula e participação dos cursos do Studienkolleg são gratuitos, uma vez que a responsável pelo funcionamento do Comenius-Kolleg, a Província Franciscana do Nordeste do Brasil, e o governo do Estado de Nordrhein-Westfalen arcam com as despesas do ensino. Em comparação com outros países como a Suíça, Holanda ou os Estados Unidos, as despesas equivalem a uma bolsa de estudos no valor de 4000 euros ou dólares.

O custo de vida na Alemanha, por mês, será na Renânia do Norte-Vestfália, no mínimo de 400 euros, considerando aluguel de quarto, seguro obrigatório de saúde e refeições.

Observe-se que em cidades maiores da Alemanha os custos de estudante universitário superam consideravelmente esta soma mencionada. Os livros escolares no Studienkolleg são igualmente postos, gratuitamente, à disposição, à exceção de dicionários.

Os Studienkollegs não dispõem de bolsas de estudo. Aconselha-se a procura de bolsa de estudo já no Brasil, uma vez que estudantes estrangeiros raramente são contemplados com elas pelas organizações alemãs.

O candidato tem que demonstrar seus conhecimentos adequados de língua alemã. Estes devem ser suficientes para capacitá-lo a acompanhar as preleções universitárias e os seminários correspondentes.

A escolha das três outras matérias da prova de verificação depende da especialidade dos estudos na universidade. O “Studienkolleg” de Mettingen dá cursos para as seguintes especialidades com as matérias correspondentes: Curso T para estudos técnicos, matemática e ciências exatas. As matérias são: alemão, matemática, física, química.

Curso W para ciências econômicas e sociais: as matérias são alemão, matemática, economia, história ou geografia, inglês Curso G para estudos de ciências sociais, história e filosofia. As matérias são: alemão, literatura alemã ou inglês, sociologia/geografia Inglês e informática são matérias complementares. Curso M para medicina. As matérias são: alemão, ciências naturais e matemática. No exame final por escrito entram alemão, biologia e/ou física ou matemática Curso S (estudos lingüísticos) não é oferecido em nosso Studienkolleg.