Província Franciscana de Santo Antônio rumo ao V Congresso de Formação e Estudos

Nos próximos dias 24 a 30 de Julho frades provindos de todos os lugares de nossa Fraternidade Provincial se encontram em Lagoa Seca na Paraíba para refletirem, traçarem metas e decidirem caminhos para a formação de nossa fraternidade.

25.06.2022 07:56:03 | 7 minutos de leitura

Província Franciscana de Santo Antônio rumo ao V Congresso de Formação e Estudos

       Aos dias 24 a 30 de julho celebramos o nosso V. Congresso de Formação e Estudos com o tema: Re-pensar a formação para uma vida renovada, uma fé apaixonada e uma missão encarnada. A nossa Ordem se compreende como uma Fraternidade contemplativa em missão. A formação tanto permanente como inicial deve os frades continuamente provocar para poder dar uma resposta missionária, encarnada numa realidade vivencial concreta sobretudo das pessoas pobres e vulneráveis com a mesma paixão de São Francisco alimentada pelo mistério da Encarnação do Verbo e pela Paixão de Jesus Cristo. 
 
       Para ser fiel a essa vocação os frades devem de vez em quanto fazer uma revisão do seu próprio caminho de formação para revigorar a sua vocação e renovar a sua missão. O V. Congresso de Formação e Estudos tem esse objetivo: rever as nossas estruturas de formação e estudos frente a uma realidade submetida a mudanças contínuas e ao mesmo tempo provocar a nossa mentalidade diante dessas mudanças que também afetam os próprios frades positiva e negativamente.

Fazendo Memória

       Vale a pena fazer um olhar aos nossos congressos passados e perceber também uma linha que conduz os frades, querer sempre dar uma resposta aos desafios de então.
Na história mais recente da nossa Província houve os seguintes congressos: 

       1986: o primeiro com a ênfase do papel e do testemunho do Irmão leigo na Ordem, na Igreja e na sociedade. Este congresso foi assessorado por Irmão Michel da Comunidade de Taizé de Alagoinhas, BA. Somente há pouco tempo Papa Francisco permitiu que também os Irmãos leigos poderão ser eleitos como Ministro Provincial ou Geral. Para nós franciscanos isso é muito importante porque nos entendemos como uma Fraternidade de Irmãos independente de seu estado: seja laical ou presbiteral.

       1995: realizou-se o segundo congresso. Ele se deu no contexto da nossa busca de uma Pastoral Vocacional mais atualizada. Por isso tivemos a presença do Pe. Lisboa, Vocacionista, que nos ajudou nesta reflexão. O grande promotor vocacional não são os meios de marketing, embora hoje de certa forma necessários, e sim o testemunho nosso como homens de oração e de evangelização, isto é, pela qualidade de viver o desafio de ser Frade Menor.
 
       2005: no terceiro congresso se refletiu sobre a situação existencial do então jovem. Fomos orientados pelo Prof. Parente da Universidade Estadual de Ceará e pela Sra. Alice Gatis, psicóloga, que acompanha até hoje nossos pré-postulantes. Tentamos perceber melhor o jovem na sua realidade cultural, psíquica e religiosa para podermos melhor ajudá-lo no discernimento vocacional a partir de um conhecimento melhor de si e de suas motivações.

       2008: tivemos o quarto congresso com a presença do então Secretário Geral da Ordem para Formação e Estudos, Frei Massimo Fusarelli, hoje nosso Ministro Geral. Refletimos sobre a formação como elemento do anúncio do Evangelho e da Justiça, Paz e Integridade da Criação. Na última instância, a formação deve nos levar com muito vigor e esperança a esse compromisso. 

Um Novo Congresso de Formação à vista
 
       Agora no ano 2022 celebraremos o nosso quinto Congresso de Formação e Estudos. Dentro do tema orientador teremos diversas reflexões que de uma ou outra forma estão na continuidade dos temas anteriores, embora seja o contexto diferente. A sociedade atual carece de orientações éticas nas diversas dimensões da vida humana. Na Igreja podemos perceber tendências de preocupar-se mais com sinais exteriores as vezes bastante superficiais do que propriamente com o anúncio da fé para formar, iluminar e fortalecer a vida das pessoas particularmente dos mais pobres e vulneráveis. As redes sociais, hoje, marcam as pessoas, os jovens mas também os adultos, na sua conduta ética, na qualidade de seu compromisso social e na sua escolha de sentido da vida muitas vezes influenciadas por informações manipuladas e até falsas. Os frades se encontram também nessa realidade que influencia consciente ou inconscientemente a sua conduta e a vivência de seu testemunho de fé. Por isso o Congresso se preocupa com essa questão e a sua consequência para a formação e missão dos frades na nossa província franciscana. Internamente constatamos uma província envelhecida que necessita rever os seus compromissos. Isso também afeta a estrutura da formação e consequentemente também a sua missão no futuro.

       Rezem todos e todas para que esse congresso possa dar os seus frutos a partir da escuta dos apelos do Espírito Santo através da Palavra de Deus e dos Sinais dos Tempos. 

Logo do Congresso de Formação
 
       A logo foi produzida pelo frade de profissão temporária, Frei Roberto Alves, que atualmente reside em Fortaleza, CE. Segundo o criador da identidade visual a marca busca resumir aquilo que é a ideia mais real da formação franciscana, um  formação baseada no testemunho de Francisco de Assis, capaz de gerar crescimento humano e formar uma verdadeira fraternidade universal. 

       No centro da logo nos deparamos com três imagens da vida de São Francisco. A primeira lembra o anúncio do Evangelho, a segunda o ato misericordioso do irmão de Assis com o leproso e o terceiro o estudo. Nesta perspectiva o objetivo é mostrar que a formação franciscana ela deve ser encarnada na vida do frade menor e em todas as dimensões humana. "Não se pode haver uma dicotomia, onde existe a ideia que isso é formação e isso não é formação. Tudo em nossa volta deve respirar o desejos de sermos formado a cada dia pelos nossos irmãos e pela missão." frisa do frade. Por Traz das imagens das cenas franciscanas temos uma proposta de quebra cabeça que juntam as peças para formar uma só identidade e por das imagens saem galhos repletos de folhagens que em primeiro lugar mostra que nossa formação tem como base  a ideia carismática de Francisco e ao mesmo tempo o processo gradativo da formação que quando verdadeira faz com que o frade menor gere frutos para a missão. 


Oração pelo Congresso de Formação

São Francisco, nosso irmão e pai, Viveste num tempo difícil como o nosso, cheio de conflitos e indiferenças entre os homens, embora o nosso seja mais complexo e decisivo, agora e para as futuras gerações. 
Deste à Igreja e à humanidade no século XIII, com teu exemplo, a oportunidade de abrirem-se e viverem o sabor do Evangelho, numa vida fraterna e confraternizada, também com toda a Criação. Inspira-nos o mesmo em nossos dias! 
Ajuda-nos a viver nossa formação permanente atentos aos que, em nossa Fraternidade, buscam seguir o Cristo pobre, humilde e crucificado há menos tempo e aos que nos procuram com o propósito de viverem o Evangelho, razão de nossa vida e missão. 
Fortalece-nos no sentido de pertença à Igreja, à Ordem e à nossa Fraternidade Provincial, e ajuda-nos a preparar, pela oração e a reflexão, nosso 5o Congresso de Formação que se aproxima. 
Queremos, como tu, São Francisco, ser na Igreja e no mundo, nosso claustro, homens de reconciliação, de paz e de bem, para que surja uma nova humanidade que “deseje sempre e acima de tudo o temor de Deus, a sabedoria de Deus e o divino amor do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (RnB 17,16). Amém.  

Fonte: Frei Walter Schreiber, OFM | Comunicação Províncial
Mais em
 

Copyright © Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil.
Direitos reservados, acesse a política de privacidade.

X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma