3º DOMINGO DA QUARESMA: sede, fome e relação fraterna

Acompanhe a reflexão do Evangelho do terceiro Domingo do Tempo da Quaresma com Frei Marcondes Uchôa a partir do texto bíblico de João 4,5-42

Artigos

12.03.2023 15:31:39 | 4 minutos de leitura

3º DOMINGO DA QUARESMA: sede, fome e relação fraterna

        O Evangelho relata três necessidades que nós temos; sede, fome e relação fraterna.

A sede: "Dá-me de beber". É um diálogo de Jesus com uma pagã. Ambos têm sede. Jesus ao pedir água a samaritana, revela sua sede pelo ser humano, a busca de Deus em salvar o humano, oferendo a libertação de todos as consequências do pecado. Ao mesmo tempo compartilha com os demais viventes a necessidade de saciar a sede corporal. A mulher diariamente busca água para saciar sua sede corporal. Mas não só isso, quer saciar a sede de sentido, não quer mais continuar sendo objeto nas mãos dos homens, já tivera cinco maridos. A duas sedes se encontram; “que Eu não perca nenhum que o Pai me deu” (Jo 6, 39), e “o coração humano está inquieto enquanto não encontra repouso em Deus (Santo Agostinho) 

A fome: "O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra”. O ser humano tem dentro de si uma causa a ser realizada, e a de Jesus é de torna conhecido que Deus é Pai de todos, é misericórdia, que ama indistintamente seus filhos e quer todos junto dele em sua glória, num caminho que começa aqui e agora, com vida em abundância para todos. A causa de Jesus foi levada até as últimas consequências, a ponto de parar na cruz. Ficar sem aparência humana. A esse sentido lembremos da resposta de Jesus na primeira tentação do diabo no deserto; “Nem só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sair da boca de Deus.” (Mt 4, 4) A sua fidelidade é radical, é pegar ou lagar. A exemplo de Jesus, podemos lembrar de muitos irmãos que nos precedem na glória de Deus que foram até as ultimas consequência, pelas mesmas causas de Jesus, a vida dos santos dispensam comentários. 

Relação fraterna: Vinde ver um homem que me disse tudo o que eu fiz. Será que ele não é o Cristo?" Jesus tinha tudo para condenar a mulher, porém usou do espaço (o poço); do tempo (meio dia); da necessidade (sede) para dialogar com samaritana e transmitir a salvação. Jesus conhecia com certeza aquela mulher, como conheci a cada um de nós. Ele vem ao nosso encontro sem nos impor fordos pesados, pois reconhece que o interior de cada ser humano é sagrado. Não faz vista grossa aos nossos pecados, mas não nos condiciona a Eles, mas garanti “quem beber da água que eu lhe darei, esse nunca mais terá sede. E a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água que jorra para a vida eterna". O anuncio de Jesus não deve ser de maneira autoritária e nem adocicada. Mas de maneira que todos entendam que Deus é Pai de todos e não precisa de lugar fixo para ser adorado, mas o “adorarão o Pai em espírito e verdade”, sem legalismos e não criando deuses conforme suas necessidades. 

A atitude fraterna de Jesus, reconhecendo todos como filhos de Deus, levou a samaritana a testemunhar Jesus, Por que "Ele me disse tudo o que eu fiz". Mas por que? Porque falou com amor, usou a linguagem do coração sem condenação. “Por isso, os samaritanos vieram ao encontro de Jesus e pediram que permanecesse com eles. Jesus permaneceu aí dois dias”. É sendo solidário, convivendo, fazendo parte da vida diária daquele povo, que passaram a crer; “Jesus de Nazaré é verdadeiramente o salvador do mundo".

Se queremos nos converter precisamos reconhecer, assim como a samaritana qual a nossa sede? qual nossa busca, mas profunda? O que nos move para a plena felicidade? pois sempre teremos necessidades de poder, dinheiro, fama e etc., satisfazendo – as, não sacia o coração. É voltar se para o Cristo, e contemplar o modo como Ele se aproxima de nós, assim como dialogou com a samaritana. Dessa maneira seremos fontes de água viva, uns para com os outros.

Fonte: Frei Marcondes Uchô, OFM
Imagem: Frei Roberto Alves, OFM
Mais em Artigos
 

Copyright © Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil.
Direitos reservados, acesse a política de privacidade.

X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma