A Palavra de Deus na vida de Santa Clara

Estamos no mês da Bíblia. Ir Maria Celina do Mosteiro do Santíssimo Sacramento em Canindé, preparou um artigo para nosso site onde apresenta a relação de Santa Clara de Assis com a Palavra de Deus.

Artigos

15.09.2022 07:30:40 | 5 minutos de leitura

A Palavra de Deus na vida de Santa Clara

O que sabemos de Clara e sua relação com a Palavra de Deus escrita e que ficou registrada nas Fontes, é muito pouco para nos dizer o quanto sua vida foi inspirada, iluminada e motivada pela Palavra de Deus, que a transformou (na linguagem do biógrafo) em vestígio da Mãe de Deus (LSC Introdução). Mas é possível a partir das referências que lá aparecem, descobrir que a exemplo de Maria Clara foi uma mulher fecundada e habitada pela Palavra de Deus, que nela encontrou um terreno fértil porque dócil e obediente à voz da Palavra: “a testemunha também disse que dona Clara gostava muito de ouvir a Palavra de Deus.” (PC 10,8; LSC37). 

Diferente de nosso tempo tão farto das riquezas dos meios de comunicação, da facilidade da imprensa, gráficas e editoras que nos põe nas mãos a Palavra de Deus a qual podemos escolher formatos e traduções, no tempo de Clara não era assim. Ouviam a Palavra nas Missas e pregações que eram feitas nas praças e igrejas. Basta ler com atenção as biografias de nossos pais fundadores e santos da época que iremos perceber isso.
 
Olhando para Clara especificamente, vamos encontrar alguém que desde a infância tomava contato com a Palavra de Deus que se fazia viva na fé e nos gestos caridosos de sua mãe Hortolana. O coração sensível da jovem, guardava o que ouvia sobre Cristo na pregação dominical na igreja em frente à sua casa, meditando em seu coração a exemplo de Maria. Então vemos Clara, que morava no luxo e regalias de um nobre palácio de Assis providenciar para os pobres do próprio pão, e os tornar participantes quanto possível das riquezas de sua casa (PC 1,3; 20,3). Clara pouco a pouco, espelhando-se em Cristo, ia tornando viva em sua vida Sua Palavra que ouvia com o coração atento. Impulsionada pela busca de Deus, recebeu no exemplo e pregação de Francisco a Cristo Palavra viva e eficaz, que com a eloquência do testemunho res soava forte e irresistível na vida do Poverello. Foi então o momento do seu Fiat, seu sim definitivo, irrevogável e criativo à Palavra de Deus que fora dirigida.
 
À semelhança de Francisco decidia e agia motivada pela Palavra, deixando-se questionar, interpelar e iluminar por ela. Basta ler seus escritos em especial as cartas, para perceber que toda a vida de Clara era envolvida e fecundada pela palavra de Deus, que no mosteiro era rezada e ouvida especialmente na liturgia e na pregação dos assistentes espirituais.

São inúmeras as citações bíblicas que vão tecendo e trazendo à tona sua espiritualidade, e que renova aquele: “E a Palavra se fez carne...” (Jo 1, 14). Cuidava que as Irmãs estivessem bem mais alimentadas da Palavra de Deus do que mesmo do alimento corporal (LSC 37). Nos seus escritos vemos com quanta liberdade escreve os textos guardados e meditados e melhor ainda vividos da Palavra de Deus. Desde trechos de salmos, Antigo Testamento, Novo Testamento com ênfase nas Cartas de São Paulo que cita mais vezes, vemos em Clara uma ouvinte atenta da Palavra que sabia acolher com fruto a pregação da mesma e trazer para o exercício da vida cotidiana a força desta Palavra. Assim escreve: “Olhe dentro desse espelho todos os dias e espelhe nele sem cessar o seu rosto...com o desejo de imitá-lo, olhe considere e contemple. ”(4Cta15;2Cta20) Esse olhar todos os dia no Espelho não era  certamente a adoração eucarística como temos hoje, mas um contemplar com o olhar da alma a Jesus em toda sua vida e entrega à Vontade do Pai, cuja lembrança preenchia a mente de Clara.   Este acolhimento fecundo fazia com que a vida fraterna, ou melhor sororal (de irmãs) em São Damiao junto com Clara, irradiasse para além de seus muros o Cristo que se encarna de novo e todos os dias, naqueles que dispõe seu ser inteiro como terra boa que recebe a Palavra. E sua vida vai se tornando um novo evento da Encarnação do Verbo de Deus ali onde se encontra.

Podemos voltar a Clara e pedir para aprender com ela essa escuta boa e generosa da Palavra de Deus que temos tão perto de nós, nas nossa Bíblias e na voz de nossos pastores. Podemos aprender com ela aquela atenção interior que sabe guardar e meditar, que vai gerando frutos de bondade, oração, paz e caridade. Podemos aprender com Clara a nos deixarmos impulsionar pela força da Palavra e renovar também o nosso sim a Deus, aos Irmãos e à criação. E atualizarmos em nós mesmos a renovação evangélica que viveram nosso pais fundadores Francisco e Clara.

Fonte: Ir Maria Celina, OSC
Imagem: Mosteiro do Santíssimo Sacramento
Mais em Artigos
 

Copyright © Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil.
Direitos reservados, acesse a política de privacidade.

X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma