Dom José Haring, o pastor incansável e sereno

Faleceu na manhã deste domingo (24) em Fortaleza no Ceará Dom José Haring, que atualmente fazia parte da fraternidade de Canindé e por muitos anos foi bispo na diocese de Limoeiro do Norte.

Notícias

24.12.2023 13:48:43 | 3 minutos de leitura

Dom José Haring, o pastor incansável e sereno

         Este texto foi escrito no lugar silencioso em meio à movimentação no Santuário de Canindé por conta das festividades do Natal. As vozes que gritam lá fora encontram no silêncio do coração envolto de lembranças e memórias um lugar de respeito. Estamos às vésperas do nascimento de Jesus. O advento de forma bem apressada por conta dos domingos do calendário, trouxe para nossa fraternidade provincial uma esperança na vida nova que virá e que enche a nossa vida. Com toda a mística destes dias, a notícia do falecimento de Dom José Haring na manhã deste domingo, por volta das 6h40, gerou em nós um sabor da vida que nasce quando o grão de trigo cai na terra e morre.

        Dom José Haring nasceu em Gronau na Alemanha no dia 20 de dezembro de 1940. Realizou seus primeiros anos de estudos em Nienberg (1949-1953). Cursou o secundário em Bardel (1953-1961), filosofia em Olinda (1962-1964) e Teologia em Salvador (1964-1967). Especializou-se em Teologia e latim, em Bochum (1968-1971). Entre os serviços assumidos quando frade em nossa Província foi Professor e formador, Vigário, pároco, guardião e definidor Provincial.

        Entre os bastidores dos Capítulos provinciais, conta os frades que quase foi eleito Ministro Provincial, mas como havia dado um sim ao episcopado não poderia assumir o serviço. O episcopado veio logo depois, em 19 de janeiro de 2000, pelo até então Papa João Paulo II. Recebeu a sua ordenação episcopal no dia 20 de março de 2000, em Aracaju, das mãos de Dom José Palmeira Lessa, Dom Frei Martinho Lammers, OFM, e de Dom João Maria Messi, OSM.

        Buscando manter vivo seu lema "Unidos pela mesma fé" foi o quinto bispo daquela diocese desenvolvendo um trabalho pastoral e junto com a base de forma incansável. O amor pela terra de missão assumida pelo frade menor é narrado com facilidade pelos padres, religiosas e leigos que conviveram com o mesmo. O vale do Jaguaribe percorrido pelos passos do filho de Francisco acolheu um pastoreio cheio de vigor e ao mesmo tempo serenidade.

        Em 2017, com a aceitação de sua renúncia, Dom José compôs a fraternidade de Canindé. Com suas insígnias de bispos sempre bem guardadas, o mesmo sempre demonstrou o seu amor e valor pelo sim dado as causas do Reino. Ordenou padres e diáconos pela Província e colaborou com formações e pregações de retiros. Já com os passos lentos, mas com sua bolsa preta nas mãos que guardava sempre bons livros, o mesmo mostrava que através do silêncio podemos nos encontrar com o Sagrado e era assim, muitas vezes de boca fechada, mas com um olhar profundo que falava ao nosso coração.

        O silêncio do bispo franciscano ecoa agora no céu com grandes brados de louvores ao Bom Deus pela vida e estes louvores se unem aos nossos aqui na terra, na certeza que este servo bom e fiel buscou em tudo aqui na terra, dar o seu sim aos planos do Altíssimo.

A programação para os momentos de oração e despedidas é:
Dia 24.12: Velório na Capela do Convento de Santo Antônio (Canindé CE)
Dia 25.12: Translado do corpo para Limoeiro do Norte
Dia 26.12: Missa de Corpo Presente na Igreja de Santo Antônio e logo em seguida o cortejo para Catedral de Limoeiro onde haverá o sepultamento.

Fonte: Comunicação da Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil
Mais em Notícias
 

Copyright © Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil.
Direitos reservados, acesse a política de privacidade.

X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma