Tem início em Bacabal no Maranhão o Curso Interprovincial de Franciscanismo

O Curso de Franciscanismo acontece no mês de Janeiro de cada ano e tem como objetivo a convivência e a formação dos frades de profissão temporária que compõem as fraternidades do Norte e Nordeste do Brasil.

Notícias

18.01.2023 09:36:46 | 5 minutos de leitura

Tem início em Bacabal no Maranhão o Curso Interprovincial de Franciscanismo

     A cada início de ano, frades junioristas que compõem a Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil, Província Nossa Senhora da Assunção e Custódia São Benedito da Amazônia se reúnem para participar dos módulos do Curso de Franciscanismo que envolve História, missão e espiritualidade franciscana. Após dois anos de Pandemia, o encontro volta com sua edição presencial de 16 a 27 de janeiro e reúne frades formando e formadores provindos da região Norte e Nordeste do Brasil para momentos de convivência, espiritualidade e convivência a partir do carisma iniciado por São Francisco de Assis. 

     A cidade que acolhe a edição do curso, é Bacabal no Maranhão, localizada a 252 km da capital São Luiz. Conhecida por suas altas bacabas (palmeiras) e a forte agricultura, o lugar que traz há mais de 60 anos uma grande espiritualidade franciscana, se torna um ponto de encontro para culturas e tradições que embora distantes geograficamente se convergem na espiritualidade do fundador Francisco. 

     A abertura do encontro contou com a celebração presidida por Frei Antônio Pacheco, Ministro Provincial local e acompanhada por frades que compõem a formação e as fraternidades da entidade. O Centro Franciscano de Animação Missionária, conhecido por acolher diversos encontros, se torna a casa das entidades do Norte e Nordeste e o lugar central das atividades do curso. Frei Miguel, secretário de Formação saudou a todos convidando a viver este encontro como uma celebração. O Ministro Provincial, lembrou em sua homilia, a importância do entrosamento entre as entidades e a necessidade de um coração aberto para acolher a proposta do encontro. Frei Pacheco destacou ainda a alegria de ver tantos frades jovens reunidos e o quanto isso torna vivo a mensagem do Evangelho que é preciso colocar Vinho novo em odres novos. "Não queremos remendar, ou despejar o vinho em lugares velhos como uma forma de improviso. Vocês são partes importantes na veste nova, nos odres novos que a Ordem dos Frades Menores todos os dias busca ser." frisou o frade destacando as liturgia do dia.
     
     O encontro seguiu na quadra da Escola Nossa Senhora dos Anjos com uma dinâmica conduzida por Frei Hélio Moraes para o entrosamento da turma, lembrando a importância de caminhar juntos e que embora diferentes, o olhar deve sempre estar disposto a enxergar o outro como um irmão. 

Frei Miguel kleinhans: Devemos ter a coragem e não soltar a mão para viver com fidelidade o carisma em sua originalidade
     
     O segundo dia do Curso seguiu na manhã da terça feira com a oração das Laudes e o início das assessorias com reflexões sobre o Carisma Franciscano. Frei Miguel Kleinhans apresentou aos formandos o fundamento teológico, bíblico e missionário do Carisma Franciscano. Começando com a pergunta, o que é o carisma franciscano, que logo foi respondida pelo  frade destacando um traço desde o tempo de Francisco e como foi-se dando forma e institucionalização do carisma de mais de 800 anos de história, Frei Miguel foi  introduzindo a todos  lembrando que Francisco passou 14 anos lutando para que a experiência vivida com seus companheiros tornasse acessível e palpável, o que foi oficialmente possível a partir da aprovação da Regra Bulada de 1223. Tendo como base estes dados, o formador foi traçando os fundamentos e apresentando aos junioristas aquilo que se torna base na formação do carisma. Na dimensão Bíblica a imagem dos Profetas no antigo testamento que faz com que Francisco e seus primeiros companheiros assumam a profecia em seu tempo. No campo teológico  a contemplação trinitária e da Kenosis de Jesus que se fez pobre para nos enriquecer. 

     Diante dos aspectos Missionários, Frei Miguel a partir do capítulo 16 da Regra não Bulada foi apresentando para os participantes do Curso aquilo que estava no cerne da Evangelização Franciscana e assim foi traçando e apresentando ao longo da história exemplos de franciscanos que atuaram na missão pelos continentes até chegar nos documentos eclesiais e da Ordem em nossos dias lembrando a necessidade de uma atualização a partir do espírito de Francisco de Assis. 

     Buscando ressaltar a fidelidade ao carisma franciscano, o frade lembrou os gestos presente no rito de profissão, em especial o momento que o professo põe as mãos junto do Ministro Provincial,  a partir desta imagem, o frade fez ligação com a necessidade da perseverança em nunca soltar as mãos, permanecendo com elas unidas mesmo diante de tantos desafios presentes na missão, tendo a certeza que em nossos dias, Francisco continua sendo uma inspiração e nos pedindo coragem para exercer seu carisma. 

     A programação do dia foi coroada com a Celebração da Santa Missa presidida por Dom Armando Martín, bispo da Diocese de Bacabal que demonstrou alegria pela participação no Curso e em poder acolher tantos frades em sua diocese para estes dias de encontro.  Durante a homilia, o bispo diocesano deixou três mensagens para os cursistas. Primeiramente convidou os jovens a olhar o exemplo de Santo Antão, santo lembrado no dia e assim como ele encontrar o sentido para a vida religiosa na escuta da voz de Deus. O segundo ponto veio a partir da primeira leitura da liturgia do dia, o bispo pediu lembrando as palavras de São Paulo aos Hebreus, para que os presentes não fossem lentos no empenho do seguimento do testemunho deixado por Francisco. A última mensagem veio a partir do Evangelho. O prelado lembrou que assim como Jesus é o Senhor do sábado, ele também deve ser Senhor das normas e das formas de vida que regem nossa vida fraterna. “Francisco não quis seguir somente um conjunto de normas e de regras, mas somente aquilo que o Senhor o inspirava. A sua própria vida foi um constante gesto de amor ao próximo assim mesmo como ele aprendeu de Jesus. Assim, com um coração ardente, o santo franciscano reconheceu que Jesus era o Senhor de toda a sua vida e de seus companheiros” lembrou Dom Armando.  

 Logo do Encontro

     A Logo do encontro foi pensada e produzida por Frei Roberto Alves e lembra elementos do módulo do Curso e locais. "No centro temos a figura do tau como um símbolo franciscano e dele sai um caminho, caminho este que vai sendo formado por palavras que saem do papel lembrando que o carisma de São Francisco se torna caminho e é vivo e real a partir do momento que nos propomos a caminhar." lembra o frade que reside no Convento Nossa Senhora das Dores em Fortaleza no Ceará. Outro detalhe é a presença das Palmeiras, típica da região e traços da família franciscana nas pessoas presentes na imagem que lembra a abrangência do encontro que conta com a participação de leigos e religiosos. 

Fonte: Comunicação Provincial
Imagem: Frei Luiz Antônio, Frei José Carlos e Pastoral da Comunicação Diocese de Bacabal
Mais em Notícias
 

Copyright © Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil.
Direitos reservados, acesse a política de privacidade.

X FECHAR
Cadastre-se para
conhecer o
nosso carisma